SOBRE

O Pitch Gov SP é uma iniciativa para encontrar soluções inovadoras para desafios de relevância pública em diferentes áreas.

O Governo do Estado de São Paulo está atento às soluções tecnológicas que, a todo momento, têm sido desenvolvidas pela sociedade. Nesse sentido, editou o Decreto 61.492/2015, para regulamentar o procedimento de apresentação, análise e teste de soluções inovadoras.

O termo pitch é conhecido no ecossistema de inovação corporativo e se refere a uma apresentação compacta feita por empresas nascentes à futuros investidores. O Pitch Gov SP é uma adaptação do modelo para o setor público, as apresentações são feitas para representantes dos órgãos de Governo que julgam se essas novas soluções se adequam aos seus ambientes.

A primeira edição do Pitch Gov SP ocorreu no 2° semestre de 2015, contemplando as áreas de Educação, Facilidades ao Cidadão e Saúde. As secretarias e órgãos participantes listaram desafios e 304 startups apresentaram suas soluções. Após o processo de seleção, 12 empresas foram convocadas para implementar seus produtos, por meio de um teste, junto ao governo.

O Pitch Gov SP é uma ação coordenada pela Subsecretaria de Parceria e Inovação, ligada a Secretaria de Governo. "Está no DNA de São Paulo a inovação, o empreendedorismo, estar na vanguarda da ciência e do conhecimento. Convidamos empresas com ideias novas, para melhorar a qualidade do serviço público em setores estratégicos", comentou o governador Geraldo Alckmin no lançamento do programa.

Com o sucesso da primeira edição e a certeza dos benefícios que a parceria entre empresas nascentes e o setor público trarão para a sociedade, a iniciativa deve ser replicada em outros setores em um programa contínuo de inovação em governo.

Aguarde o Pitch Gov SP 2!

 

Como participar da Seleção

Na primeira edição do Pitch Gov SP participaram 304 empresas nascentes na condição de pessoas jurídicas de direito privado inscritas no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas – CNPJ há menos de 5 (cinco) anos.

Nos termos do parágrafo único do artigo 1º do Decreto nº 61.492/2015, foram consideradas solução inovadora o produto ou protótipo tecnológico já desenvolvido, não sendo assim considerado meras ideias, planos, projetos ou estudos.

O Governo entende a importância de fomentar iniciativas menos maduras que trazem inovação para o setor público. Porém, como o modelo do Pitch Gov SP exige o teste da solução nas etapas mais avançadas, preferiu-se buscar soluções que já possuem protótipos.

 

Dúvidas Frequentes

1. O que é uma startup?

Startups são empresas em fase inicial que desenvolvem produtos ou serviços inovadores, com potencial de rápido crescimento.

2. O que é um pitch?

Pitch é uma apresentação rápida em que o empreendedor apresenta o seu negócio de forma clara e concisa.

3. Porque promover um pitch no Governo do Estado de São Paulo?

O Governo do Estado de São Paulo tem estado atento às soluções tecnológicas inovadoras que, a todo momento, têm sido desenvolvidas para resolver ou contribuir com diversos problemas e necessidades da sociedade. O Pitch Gov SP procura aproximar tais soluções dos desafios enfrentados pelo setor público.

4. Quem definiu os desafios?

Na sua primeira edição, os desafios abrangem 3 grandes áreas (educação, saúde e facilidades ao cidadão) definidos pelos seguintes órgãos: Secretaria de Educação, Centro Paula Souza, Secretaria de Saúde, Fundo de Solidariedade Social, Acessa SP e Poupatempo. A Unidade de Inovação, vinculado à Secretaria de Governo, apoiou os setoriais na estruturação e formatação das demandas.

5. Quem pode participar do evento?

Podem participar startups que possuam pessoa jurídica com CNPJ inscrito há no máximo 5 anos e que apresentem soluções nas 3 grandes áreas indicadas (educação, saúde e facilidades ao cidadão).

6. Se eu tenho uma solução, para uma das três grandes áreas, mas que não se enquadra nos desafios propostos, posso participar?

Sim, é possível participar. No entanto, a aderência aos desafios apresentados é um dos critérios de seleção. Assim, empresas cujas soluções não se enquadrem nos desafios não serão pontuadas neste critério.

7. Serão priorizadas startups que responderam a múltiplos desafios?

Não serão priorizadas, o critério é o nível de aderência a um dos desafios propostos. No entanto, startups que atendem a mais de um desafio deverão indicar quais são estes no processo de inscrição.

8. Se eu tenho uma solução ainda em fase de curiosidade, posso participar?

Não. O Pitch priorizará soluções concretas, ou seja, que já passaram pela fase de curiosidade e possuem protótipos funcionais. A maturidade da solução é inclusive um dos critérios de avaliação.

9. Quantas soluções serão selecionadas?

Ao todo serão selecionadas até 15 soluções, distribuídas entre as 3 áreas, para se apresentarem no evento Pitch Gov SP.

10. Como as soluções serão implementadas após o evento?

De acordo com a escolha das Secretarias e órgãos envolvidos, as soluções selecionadas poderão ser testadas. Para tanto, será formalizado um convênio (sem repasse de recursos financeiros) e as startups selecionadas terão a oportunidade de testar e aprimorar as soluções, utilizando a estrutura dos órgãos.

11. Qual o benefício para as startups que assinarem o convênio?

O convênio será formalizado na fase de teste da solução e não prevê repasse de recursos. Ainda nesta fase o Governo irá analisar as necessidades de cada uma das startups selecionadas e buscará outras formas de apoio. Caso haja interesse da secretaria e dos órgão responsáveis na continuidade das parcerias, a contratação será estudada caso a caso.

Fale Conosco

* Campos de preenchimento obrigatório